27 junho 2012

Síndrome de Peter Pan



Sim eu tenho! E é com grande orgulho! Eu já me cansei de dizer isso pra algumas pessoas. Eu adoooro desenho animado, sou completamente apaixonada pelas criações da Walt Disney, sou a palhaça dos meus amigos, aquela que tá sempre rindo e brincando não importa quão séria seja a situação (exceto enterros, ok?! rs). Adorooo um docinho! Festa de criança parece que foi feita pra mim! Brincar? Pode contar comigo. A Alice tem uma maezona amiga! huehuehue Vou rir e brincar com ela vendo Patati Patatá e Galinha Pintadinha pulando na cama elástica. Nada contra a seriedade, mas prefiro conservar minha alma de criança. Acho que quem leva a vida a sério de mais não vive tudo que poderia viver. Eu sou criança sempre que quero e mulher responsável, mãe quando preciso ser. Mas muitas pessoas confundem essa minha irreverência com infantilidade/imaturidade. Se enganam feio. Eu sou mais responsável que muita gente que se diz "séria" por aí. Eu tenho 25 anos, e não vou deixar de usar minhas blusas do mickey, de fazer minhas ilustrações fofinhas e de mostrar quem eu sou nunca! A vida é muuuito curta pra perder tempo discutindo assuntos de pouca importância.... Eu sou quem eu sou. Quem gosta ok, quem não gosta só respeite e ponto final. Cada um é de um jeito, graças a Deus! Pensa como seria sem graça se todo mundo fosse igual?! 

14 comentários:

  1. amei o texto Nina, me identifiquei muito, mas eu sou um pouco neurótica hahaha...e tirando o fato q ainda não sou mãe...mas tbm não deixo de usar minhas blusas do mickey hihi, e tbm amooo todos os desenhos da disney...principalmente aqles da nossa época (tenho 24 anos). beijos...vc deveria escrever um livro !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Vivi te confesso que vontade não me falta, mas com essa loucura de ser muitas em uma tiram a inspiração de qualquer um, sabe?! Quem sabe um dia não compilo todos os posts em um livro né?! =D beijo lindona

      Excluir
  2. devo também assumi ter a "síndrome de Peter Pan", mesmo só tendo 16 anos (vai nem é tão novinha assim), tenho meus contos de fadas, desenhos animados e fabulas que ainda faz muito sentindo pra mim. Eu também adorei seu texto, tamos juntas nessa *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lisa, o mais importante é se manter assim pra sempre! Pq depois dos 18 existe uma pressão por parte da sociedade em tornar todo mundo sério! Um monte de gente engravatada, emperequetada como se isso fosse a coisa mais importante do mundo... é chato... é bom ser criança sempre e adulto só qdo for necessário! =D Te desejo mta fantasia! beijinhoo

      Excluir
  3. Amei amiga! Estava pensando exatamente nisso ontem... As pessoas tem levado a vida a sério demais, trabalhando demais, sendo rabugentos demais, implicando demais e esquecem de viver, de curtir e aproveitar essa vida que é tão curta.

    Eu também tenho meu lado sério e responsável e muitas vezes acho que sou muito mais madura que muita gente, mas tem dias que dou risada de mim mesma, das minhas criancices, das minhas alegrias, das brincadeiras. Também tenho meu lado todo meigo e não quero perder nunca essa inocência de criança sabe? Muitas pessoas podem tentar, mas não vão conseguir tirar isso de mim.

    Pronto, falei demais! hahaha

    Beijo amada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... é o que o Dalai Lama sempre diz: as pessoas passam a vida reclamando que não tem dinheiro pra usufruir da vida, daí se matam de trabalhar pra ter dinheiro e reclamam que não tem tempo pra usufruir do dinheiro...e por aí vai... reclamções, empecilhos, problemas, objetivos que nunca são concretizados... eu acho que se ao invés de reclamar, todos sorrissem para alguém no caminho do trabalho ou da faculdade ao menos uma vez por dia teríamos um mundo menos sério, mais em paz, mais tranquilo...

      Excluir
  4. Tenho essa síndrome também... e quero tê-lá eternamente. Sou bem igual a você nesse contexto... Sou engraçada, conto piada, faço brincadeiras e não consigo passar um dia ser falar besteira...
    Queria que Peter pan viesse me buscar agora... Porque se eu pudesse escolher entre crescer e não crescer, escolheria a terra do nunca. Amo desenhos, nutela, tudo isso e mais um pouco.
    Mas as vezes as responsabilidades bate na porta, e a gente tem que guardar a risada num cofre... Mas não por muito tempo rs

    Beijos
    Diário Ciumento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BOra todo mundo pra terra do nunca! =D yay!

      Excluir
  5. Eu aprendi muito com vc amiga! Engraçado que de taaao longe a gente se apoia, se ajeita, se ensina e se ama...aprendi que nao eh tudo na minha hora, nao eh tudo do meu jeito..e ninguem eh perfeito!
    E eh assim que o amor e amizade deseja que a gente seja..imperfeito pra provar o dom do amor que ama aquilo que nao tem razao as vezes de ser! Eu amo vc gata! Muito msm..e aprendi a respeitar e admirar esse teu jeito menina-mulher-muleca de ser! Bjoca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa dona Janaína me fez chorar pracas aqui hein?! Eu tb aprendi muito com você amiga! Todos somos professores e alunos nessa vida. Só que existem os que resistem a aprender e só querem ensinar, e os que se permitem aprender coisas novas todos os dias... eu tb amo mto vc como se fosse uma irmã! Como se a gente se conhecesse há anos! POr isso que nessas horas não tem como não acreditar em vidas passadas com um elo de ligação como esses tão fortes! Algumas amizades chegam pra ficar pra sempre! Agradeço a Deus por permitir que vc entrasse na minha vida! Obrigada por respeitar e entender esse meu jeitinho louco de ser! beijo Jambinha!

      Excluir
  6. Amei o texto Nina e apesar de estar me tornando "adulta precoce", como todos dizem que sou, por me tornar noiva e universitária com apenas 17 anos. Também tenho minhas fantasias, adoro dançar Galinha Pintadinha e Cocoricó com meus primos, adoro festas infantis, danço, brinco, corro e não tô nem aí pra sociedade. Acho que a gente tem que fazer exatamente o que você disse Nina: ser séria e adulta apenas nos momentos necessários, nos demais, vivamos da melhor forma! E eu tenho certeza que a Alice mesmo ainda sendo pequenininha tem muito orgulho da mãe incrível que possui, aliás, é privilégio exclusivo dela! :D

    Fica com Deus flor! ;*

    ResponderExcluir
  7. Eu assino embaixo Nina.
    E quem dera se todos tivessem essa sindrome :~
    Eu acho que a vida sem sonhos, sem imaginacao e mta cor, nao eh uma vida legal.
    Nao vejo a hr de ser mae, serei da mesma forma!!!!
    Amoooo desenhos animados/infantis.
    Alias, vc ja viu "O labirinto"? eh meu filme favorito :~ rs..
    Antigoooo, mas otimo! se nao viu ainda, ve depois e me diz o que achou ;]

    To numa depre por saudade do love amiga... agora que minha tia voltou pro Brasil, estou um pouco mais tranquila! e logo o e-mail-carta chega por ae ;)

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cooomo assim saudade amiga??? vc ta no Brasil? bjooo

      Excluir
  8. Adorei vc Nina!!
    vou navegar muito por aqui :)

    bjs

    ResponderExcluir

|||||| URBANO CHIC ||||||

Deixe seu comentário...ficarei feliz!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...